sexta-feira, 24 de julho de 2015

AFL



AFL (Australian Football League) é um esporte um tanto quanto diferente no qual mistura algumas modalidades em um só jogo. Não é a toa que esse jogo inovador foi criado aqui na Austrália mas não se engane, é um esporte BEM popular com MUITA rivalidade.

A Austrália possui alguns esportes diferentes (AFL, Netball, Cricket) ou que possuem algumas regras diferentes (NRL) o que torna o país ainda mais diferente! As pessoas aqui são fanáticas por esporte e você sempre verá alguém pela rua praticando corrida ou se exercitando ao ar livre.


Netball, Cricket e NRL
Desde que cheguei na Austrália procurei algum esporte para acompanhar, conhecia a fama do Cricket mas confesso que só acompanhei a etapa mundial que aconteceu aqui mesmo na Austrália porém é um jogo com muitas pausas e sem muito dinamismo (similar ao "Taco" também conhecido como Bete, Betia, Tacobol, Bete-ombro, ou Bets que jogávamos na rua).

Australian football, football, footy ou Aussie rules é um esporte jogado entre duas equipes de 18 jogadores no campo de qualquer futebol australiano, um campo de cricket modificado ou um local esportivo de tamanho adequado.

A principal forma de marcar pontos é chutando a bola entre os dois postes altos centrais.

Footy é um esporte de contato no qual os jogadores podem atacar usando as mãos ou o corpo para obstruir os adversários.

AFL possui o maior número de espectadores de todos os esportes na Austrália e também é jogado em nível amador em outros países.

Irei comentar sobre as regras principais do jogo e em seguida comentarei sobre minha experiência no estádio assistindo ao jogo.


As regras do jogo

O campo

Tanto a bola quanto o campo de jogo são de forma oval. Não mais do que 18 jogadores em cada equipe estão autorizados a entrar em campo a qualquer momento.

Campo oficial
Assim como no futebol existem 3 substituições permitidas a qualquer momento do jogo e os jogadores precisam respeitar o "gate" para concluir sem penalidades a troca.

Bola com a marca oficial da AFL
Não existem regras de impedimento assim como não existe a necessidade de definir posições. Ao contrário de muitas outras formas de rugby, os jogadores de ambas as equipes podem se dispersar por todo o campo antes do início do jogo. No entanto, uma estrutura típica em campo é constituída por 6 atacantes, 6 defensores ou "backmen" e 6 meio-campistas, geralmente dois alas, um central e 3 seguidores, incluindo um ruckman, ruck-rover e rover. Apenas 4 jogadores de cada equipe são permitidos dentro da área central (50 metros) no começo de cada período ou após um gol ser marcado.


O jogo

Um jogo possui 4 tempos de 20 minutos e o relógio pode ser paralisado em casos de pontuação, bola fora de jogo ou a critério do árbitro (umpire). 

O jogo inicia quando o árbitro quica a bola no chão com força (ou joga no ar se a condição do solo não favorecer o movimento) e os dois ruckmen (normalmente os jogadores mais altos de cada time) batalham a bola no ar.

Árbitro quicando a bola
Muitas vezes é possível ver o famoso "bola ao alto" quando há algum ponto de discórdia, eles não ficam discutindo e o jogo flui naturalmente.

Bola ao alto
Se a bola sai de campo (além da linha de fronteira oval em torno do campo) um árbitro de linha ficará de costas para o campo interno e devolver a bola em jogo com um lançamento de linha lateral.

Lateral sempre cobrado por um juíz
A bola pode ser lançada em qualquer direção por meio de chute ou punho cerrado (chamado de handball ou handpass) mas ela não pode ser lançada com as mãos (como no futebol americano) em qualquer circunstância. 

Chute e tentavia de interceptação
Uma vez que um jogador tem a posse da bola ele deve passar a mesma por qualquer chute ou handballing. Qualquer outro método de lançamento é ilegal e irá resultar em um tiro livre para a equipe adversária. Um jogador pode correr com a bola mas ela precisa tocar o chão pelo menos uma vez a cada 15 metros. 

Jogadores de oposição podem esbarrar ou tacklear o jogador que está com a bola e, quando abordados, o jogador deve descartar a bola ou poderá ser penalizado por segurar a bola. O jogador que está com a bola só pode ser combatido na região entre os ombros e joelhos. 

Se um jogador recebe o lançamento de mais de 15 metros (16 yd) de um chute de outro jogador afirma-se como uma marca (o que significa que o jogo pára enquanto ele se prepara para lançar a partir do ponto em que ele marcou). Como alternativa ele pode optar por correr ou até mesmo chutar a bola novamente sem o risco de ser obstruído.

"Marca espetacular" - eles chamam assim quando o jogador de ataque recebe a bola em cima do adversário
Fora os tiros livres, marcas ou quando a bola está na posse de um árbitro, a bola está sempre em disputa e qualquer jogador de qualquer time pode tomar a posse de bola.


Pontuando

O gol, no valor de 6 pontos, é marcado quando a bola é chutada dentro dos postes centrais em qualquer altura (incluindo acima da altura dos postes) por meio de um chute da equipe atacante. Se a bola for tocada por qualquer jogador antes de passar os postes não será marcado os 6 pontos.

Postes onde são marcados os gols
O behind, vale 1 ponto, é marcado quando a bola passa entre um poste central e um poste menor que fica ao lado ou se a bola bater em um dos dois postes centrais. Um behind também é concedido à equipe atacante se a bola toca qualquer parte de um jogador de oposição, incluindo o pé, antes de passar entre os postes centrais.

Como um exemplo de um relatório de pontuação, considere um jogo entre Collingwood e St Kilda. A pontuação de Collingwood de 16 gols e 12 behinds equivale a 108 pontos. A pontuação de St Kilda de 7 gols e 10 behinds equivale a um score de 52 pontos. Collingwood ganha o jogo por uma margem de 56 pontos. Tal resultado seria escrito como:

"Collingwood 16,12 (108) derrotou St Kilda 7,10 (52)."

Além disso, pode-se dizer que:

"Collingwood  foi derrotado por St Kilda por cinquenta e seis pontos".
A equipe da casa normalmente é listada em primeiro lugar.


Minha experiência

Eu comecei a assistir e acompanhar os jogos depois que conheci o meu professor do Cambridge que é fascinado por AFL. Antes mesmo de assistir o primeiro jogo conversei com ele sobre esse esporte e me interessei principalmente pelo dinamismo do jogo.

Influenciado por esse irlandês maluco e também por morar aqui em Sydney eu acabei apoiando desde o início o Sydney Swans e comecei a adquirir certo grau de conhecimento pelo esporte.


No começo foi um tanto quanto difícil entender e eu ficava contente em entender pelo menos as marcas e os gols hahaha. Enfim, o gosto virou vício e eu não poderia sair da Austrália sem assistir a um jogo oficial do meu time!


Assistindo um jogo ao vivo

O time vinha de 2 derrotas bobas porém eu estava confiante que eu iria trazer sorte para a próxima partida.

Facilmente eu comprei o meu ingresso pela internet e recebi por mensagem de texto o link que dava acesso a uma página na internet onde estava o meu ingresso com um QR-code (código de barras 2D) para garantir a minha entrada no estádio, ou seja, não houve desperdício com papel.

Eu procurei saber onde que os swannies (torcedores do Sydney Swans) se concentravam para vivenciar ainda mais o verdadeiro futebol australiano mas pra minha surpresa não há essa cultura por aqui e o que me restou foi ir direto ao estádio (perto de casa, fui a pé).

Já estava aguardando uma forte torcida, ambulantes com várias camisas para venda e um barulho de aquecimento para o estádio. Não, nada disso aconteceu... parecia um evento para assistir música clássica, todos muito educados, falando baixo e eu não encontrei nenhum ambulante vendendo camisetas o que eu vi foram tendas do time fora e logo na entrada do estádio vendendo itens originais.

Após entender o ambiente resolvi entrar no estádio. Usei o QR-code no meu celular em uma máquina que leu a informação e abriu uma frágil catraca. Em seguida fiquei parado esperando alguém me revistar e só me dei conta que não existe revista por aqui quando vi várias pessoas entrando e me olhando querendo entender a razão de eu estar ali parado hahaha.

Logo na entrada recebi uma placa com os dizeres "SYDNEY SWANS GOAL!", segui a multidão que entrava e vi um estádio bem cuidado e super confortável. Como eu tinha comprado o ingresso mais em conta eu não tinha um assento reservado e sim uma área grande no qual eu poderia escolher aonde sentar.

Parte do estádio reservado para torcida em geral, ou seja, "povão"
Depois de me acostumar com o local visualizei um bom lugar para sentar, quase atrás do gol (lembrando que todos os assentos eram cadeiras confortáveis) e sem perceber eu estava perto da "torcida organizada" de Sydney.

Todos sentados e muitas telas para acompanhar o jogo
Não existe lugar melhor para encontrar australianos de verdade! Todos estavam ali do meu lado usando e abusando de suas gírias e movimentos. Estava na cara que eu era estrangeiro mas pelo menos eu conhecia bem o jogo e estava ali para apoiar o time também!

Sentado atrás do gol
O jogo começou e eu nunca vi tanto silêncio em um estádio, até mesmo quando o um senhor, que era líder da "torcida organizada", puxava o coro eu reparava o silêncio que fazia quando ele sentava novamente, pois é, TODO mundo assistindo sentado.

Para quem nunca viu um jogo (ao vivo ou em qualquer mída) a torcida aplaude a cada marca realizada com sucesso. O sinal de respeito com o jogo e os jogadores era imenso tanto é que a grade que separava o campo da torcida era minúscula.

O único momento de grande euforia era quando Sydney marcava um gol e eu conseguia ver que existiam sim várias bandeiras e torcedores fanáticos.

Gol! As bandeiras apareceram
Enquanto o jogo acontecia algumas pessoas estavam torcendo para o time adversário no meio da torcida de Sydney e eu questionava como isso era possível? Como não acontecia nenhuma briga por ali? Como os torcedores de Sydney permitiam torcedores de Adelaide torcendo contra e sendo totalmente inconvenientes? Essa é uma cultura BEM diferente da brasileira onde o respeito entre as pessoas no estádio é fundamental.

Após o fim do segundo período a maioria das pessoas levantam e eu aproveitei para conhecer mais o estádio.

Andando pelo estádio (na parte que eu era permitido, claro) vi MUITAS opções para comer e beber, a cada nova sessão encontrada apareciam mais opções de comida além do restaurante que também estava aberto.

Acontecia nesse momento um show do intervalo no campo com repórteres entrevistando torcedores, jogos com torcedores no campo mas só o sorteio de 1.000 dólares que me chamou a atenção e eu parei de explorar o estádio para tentar ganhar levantando minha placa de "SYDNEY SWANS GOAL!" o mais alto que eu podia para ser filmado e consequentemente ganhar o prêmio. Não, infelizmente não ganhei.... e olha que eu estava bem perto do sortudo que ganhou.

Cara de maluco tentando dar entrevista para a televisão
A partir do terceiro período eu notei que MUITAS pessoas estavam conversando e não estavam se importando muito com o jogo, notei que era algo bem cultural e mesmo assim continuavam com o tom de voz bem baixo para não atrapalhar os demais. Eu ria demais quando o senhor da "torcida organizada" levantando para animar a torcida! Eu torcia junto, gritava junto e dessa vez eu estava literalmente com eles em outro assento atrás do gol.

Com relação ao jogo não há nada de diferente do que comentei no começo desse artigo a não ser que existem algumas pessoas que ficam nos cantos do campo e entram a qualquer hora para fornecer água e apoio médico (fisioterapeutas checando condição física dos atletas) aos jogadores (estão disponíveis para os atletas dos dois times) pois o jogo é extremamente dinâmico com pouquíssimas paradas.

Para minha alegria o Sydney Swans ganhou a partida e retomou a linha de vitórias. No final da partida começou a tocar o hino do clube e eu cantei junto com a torcida me sentindo um verdadeiro fã desse esporte.

Todos os torcedores saíram juntos do estádio e não houve desordem, empurrões, xingamentos e nem mesmo gritos de vitória pós jogo (confesso que senti MUITA falta da alegria da vitória). A vida para eles continuaria e não precisavam extender a vitória para as ruas.

Se você quer se sentir em um ambiente 100% australiano e conhecer ainda mais sobre a cultura eu recomendo fortemente assistir um jogo de AFL assim como apoiar o time de Sydney!

A seguir o vídeo que gravei de um dos gols com a torcida organizada em seguida animando a galera! Hahahahaha




"Cheer, cheer the red and the white..."
Filipe Guerrero Analista de Projetos/Processos

Nenhum comentário:

Postar um comentário