segunda-feira, 25 de maio de 2015

Templo Nan Tien



Paz, respeito, meditação... Se você procura um passeio diferente, o templo budista em Wollongong pode proporcionar essa experiência para você.

Eu sou uma pessoa que simpatiza bastante com o budismo e seus ensinamentos de vida, mas você não precisa ser budista para ir até esse templo. Considerado o maior templo budista do hemisfério sul, o templo Nan Tien (site) se tornou também um dos pontos obrigatórios para os turistas.


Vista aérea do templo
"Nan Tien" em chinês significa "Paraíso do Sul".

A maginetude do lugar convida a todos a explorar não só o local mas também saber como respeitá-lo. A experiência é única e recompensadora.

Portal na entrada do templo
Esse templo faz parte de uma rede de templos budistas espalhados pelo mundo (mais de 200) sendo que temos um representante em São Paulo, o templo Zu Lai (site) que eu super recomendo a visita!

Trajeto

Eu saí bem cedo de casa, como de costume, e peguei o trem em direção a Unanderra Station (estação mais próxima do templo). O trajeto demora 2 horas mas, no dia em que eu fui, uma parte dos trilhos estava sendo restaurada justamente nas últimas 3 estações mas, mais uma vez, pude notar o grande planejamento da cidade provendo ônibus e comodidade para os viajantes até a estação desejada.

Chegando na estação perguntei ao motorista em qual direção ficava o templo e, para minha surpresa, ele não sabia me informar e após perguntar para mais 2 pessoas descobri o caminho correto.

No início da caminhada reparei que haviam placas indicando o caminho e a distância (mais 20 minutos andando até o local). Existe a opção de ir de ônibus (gratuitamente) mas como estava com tempo de sobra resolvi caminhar, reparar mais na paisagem e perceber o templo ficando mais perto a cada passo.

Chegando na entrada do templo (um portal) você notará muitos carros entrando e saindo do local, o estacionamento é bem grande (acho bem difícil não achar uma vaga) mas de qualquer forma o melhor período é na parte da manhã.

Entrada
Como não tinha estudado o local antes de ir, acabei entrando por outro lugar e percebi que era um cemitério/memorial ao lado do templo! Isso mesmo, um cemitério bem diferente por sinal (site).

Pagoda

Enfim fui na direção do templo e a primeira construção que pude observar e visitar foi o Pagoda:

Pagoda
Pagoda é originário da Índia, um antigo tipo de construção usado para guardar sutras e relíquias sagradas do Buda. Com a expansão do Budismo para a China, esse tipo de arquitetura gradualmente também foi incorporada no design do pagoda. Esse tipo de construção tocando o céu fornece a ideia de que praticando o Budismo passo-a-passo você poderá finalmente alcançar a iluminação.

O Pagoda de Nan Tien possui 8 andares de cinzas de devotos e seus familiares. Existem mais de 7 mil pessoas! Dentro do Pagoda há um santuário dedicado a Ksitigarbha Bodhisattva que dedicou sua vida em ajudar todos os seres a atingir a iluminação. Existe também um sino dos desejos, visitantes podem fazer um pedido e soar o sino

Acendi um incenso e ao deixar o local me deparei com um longo caminho que possuía no final um grande Buda (então segui até ficar mais perto).

Vista do Pagoda. Caminho até o Buda
Buda no final do caminho
Andando mais um pouco cheguei na parte principal onde ficam a maior parte das atrações e é claro o templo principal. É incrível como a paisagem faz com que você esqueça que está na cidade, tudo é muito calmo e convida você a explorar o local.

Chegando na frente da parte principal


Templo Principal


Fachada do templo principal
A construção principal do templo é também chamada de "Salão do Grande Herói". Segundo o Nan Tien, quando nós vemos as escadas antes do templo isso nos lembra do nosso objetivo em buscar a iluminação pois isso não pode ser doado, você precisa ganhar por você mesmo (depende de você subir as escadas). A iluminação pode demorar muitas vidas para ser alcançada e nós temos que passar por cada etapa passo a passo (representados por cada passo nas escadas), sabemos que é um caminho longo mas devemos realizar esses passos com foco e determinação.


Dentro do templo principal: Os 5 Budas
Os 5 Budas: Confiança, Logetividade, Sabedoria, Beleza Interior e Paz embelezam o santuário com 10 mil Budas menores, demonstrando que qualquer pessoa pode alcançar o estado de Buda.


Li-Bu-Wei Buddha



Esse Buda simboliza a direção leste. Ele siginifica confiança e destemor. As mãos estão realizando um mudra de apaziguamento ou consolação. Com o cenário diário de violência e disastres naturais no mundo muitas pessoas acham difícil encarar o futuro. A tranquilidade obtida ao seguir o caminho do Buda possibilita a calma e assim é possível sim encarar cada dia sem medo.


Amitabha Buddha



Esse Buda simboliza a direção oeste e suas mão estão realizando um mudra da concentração. Ele significa infinita luz e uma vida sem fim. Orar para esse Buda melhora sua constituição e aumenta sua longevidade.


Tuo-Pao Buddha



Esse Buda simboliza a direção central e representa riqueza. As mãos estão realizando um mudra de cerimônia de unção. O desejo dos seres humanos para os bens materiais é muitas vezes um exercício fútil, na melhor das hipóteses a alegria derivada do materialismo é de curta duração. Desenvolver sabedoria através dos ensinamentos do Buda pode ajudá-lo a alcançar a verdadeira riqueza e satisfação.


Miao-Se-Shen Buddha



Esse Buda simboliza a direção sul. Suas mãos estão realizando um mudra tocando o chão, que simboliza como Buda Sakyamuni solucionou as tentações de Mara e assim alcançou a suprema iluminação. Ele representa coisas bonitas. A prática do Budismo cultiva a sua beleza interior e sinceridade e por sua vez resulta em uma forma exterior mais descontraída e agradável.


Gan-Lu-Wang Buddha



Esse Buda simboliza a direção norte. Ele significa calma e pureza. Suas mãos estão realizando o mudra para expulsar o medo. Os problemas da vida podem ultrapassar nossos pensamentos. No interesse da sobrevivência é necessário fugir mas Infelizmente se você fugir será apenas um alívio temporário e não uma verdadeira solução para a vida. Os ensinamentos do Buda podem purificar e acalmar a mente para que antigos problemas se tornem controláveis.

Dica: Se você deseja entrar no templo é necessário tirar os sapatos, mas não se preocupe, existe um local para você deixá-los sem problemas e qualquer dúvida você pode perguntar para um representante do templo, eles são bem acessíveis (até mesmo se você quiser apenas conversar)

Acendi um incenso e reparei que ao redor da construção existe vários textos poéticos que diziam muitas coisas sobre nossas vidas. Claro que tirei foto de alguns para exemplificar e até mesmo relembrar.






Salão de refeições


Após caminhar explorando o templo principal e ler TODOS os textos espalhados fui almoçar no salão de refeições. Eles fornecem uma comida vegetariana muito boa e saudável por um preço acessível (12 AUD). O ambiente proporciona mais um momento de paz e alegria, não só por conta da música ambiente mas também pelo prazer de compartilhar esse momento com outras pessoas (e é fenomenal o trabalho voluntário das pessoas que trabalham no local).

Salão de Refeições. É bem maior do que parece nessa foto
Comida vegetariana com sobremesa
Dica: O salão de refeições é aberto ao público de Terça a Sexta (11:30 às 14:00), finais de semana e feriados (11:30 às 14:30). Localizado no terceiro andar do templo.


Sino da Gratidão


Após o almoço continuei explorando o local e segui uma trilha que parecia não ter fim, até avistar o sino da gratidão e uma estátua do Buda logo em frente. Esse sino é uma atração a parte e pode (deve) ser tocado pelos visitantes.

Vista do caminho e o Pagoda ao fundo
Sino da Gratidão
Ao tocar o sino você estará desejando e oferecendo boas energias e bons pensamentos para seus pais, família e antepassados. É uma maneira de agradecer tudo que a sua família lhe proporcionou e também agradecer a pessoa que você se tornou por conta de seus ancestrais. O som reproduzido pode ser facilmente percebido se você estiver próximo do Pagoda.

Definitivamente não estou sozinho!
Explicação
Gostaria de ter escrito MUITO mais sobre minha experiência e mais dois lugares que visitei, porém o artigo ficaria muito extenso e provavelmente não teria um fim literal.

Mapa do Templo - explore você também!
O templo é sem dúvidas uma atração turística mas o mais significante é o respeito que todas as pessoas possuem ao frequentá-lo. Os seus melhores pensamentos e uma forte vontade de fazer o bem vai preencher seu corpo e independente do que você acredita garanto que se sentirá bem nesse lugar. 

Dica: Chegue cedo para evitar a multidão, conseguir tirar fotos e aproveitar mais o dia.

Entrada: FREE



"Gratitude"
Filipe Guerrero Analista de Projetos/Processos

Nenhum comentário:

Postar um comentário