domingo, 4 de janeiro de 2015

Trabalho HARD!




Como disse no post de "1 mês morando na Austrália" eu já trabalhei em vários lugares em diferentes posições, nenhuma delas vale a pena a descrição (por serem bem simples ou parecidas no Brasil) a não ser uma que me surpreendeu DEMAIS.

Era um trabalho temporário para Kitchen Hand e DishWasher ao mesmo tempo em um café famoso aqui em Sydney chamado Gather on the Green. Achei a oportunidade no Gumtree e fui chamado para uma rápida entrevista...


Entrada do Café
Vista previlegiada na frente do Café. Camperdown Park

A Entrevista

Chegando no local fui recepcionado por um funcionário que se surpreendeu com a minha chegada pois já havia outra pessoa esperando pela entrevista também. Esperei e aproveitei para conhecer meu "concorrente", era um alemão que falava inglês fluente e trabalhou 2 anos em cozinha industrial. QUAL A MINHA CHANCE? Nem cozinhar eu sei direito (estou aprendendo aqui na Australia! haha).
Enfim a gerente chegou e conversou com nós dois ao mesmo tempo. Foi muito estranho pois foi uma entrevista curta e é claro que eu falei que tinha muita experiência no ramo e estava pronto para começar (hahaha eu juro que queria rir na hora), no final ela disse que dividiria o trabalho, um dia eu iria e no outro iria o alemão...Aí então ela pediu o número do meu celular.
Ela anotou nossos nomes, passou o número do celular dela e só. Não falou como era o trabalho (só disse que era pesado e teria que ser rápido), não apresentou ninguém, não fez nenhum tipo de trial. Achei bem estranho....

O Receio

Na volta para casa fiquei pensando sobre a entrevista e várias dúvidas surgiram: Onde exatamente iria trabalhar? Que tipo de roupa deveria usar? Teria que falar com os clientes? Quantas horas ao todo? Quais as minhas funções? Iriam me pagar por esse dia? Quanto me pagariam? Acho que a questão mais importante para mim era se eu seria pago ou não pelo trabalho.
Mandei uma mensagem para Gerente perguntando isso e ela me respondeu: "Se você ficar até o final nós pagaremos." Aí que eu fiquei mais na dúvida. Será que eles me usariam e antes de embora diriam que eu não passei no "teste" e não me pagariam? Existem muitos casos de empresas ou pessoas que não pagam e eu fiquei com o mesmo sentimento, falei com algumas pessoas mas todas falaram que no mínimo consigo uma experiência e posso dar dicas de como não entrar em uma roubada.
Dica: Cuidado para não trabalhar for FREE. Se algum empregador pedir para você fazer um trial, que seja no máximo 1 hora, depois disso eles são obrigados por lei a te pagar.

A Experiência

Quando um australiano falar que o trabalho é pesado e você tem que ser muito rápido, acredite SEMPRE hahaha. Eu achei que por ter trabalhado minha vida inteira e por ser brasileiro (e não desistir nunca) seria fácil, mas NÃO! Eu era responsável por toda a limpeza da mini cozinha (o espaço era minúsculo e não cabia mais ninguém além de mim), todos os talheres, pratos, panelas, etc... tinha que ajudar o chef com a preparação de comidas (limpar o cogumelo, cortar e lavar as verduras, etc.) e era responsável pelo lixo também.
Antes de começar, o dono (eu acho que é o dono do lugar pois só vi ele abrindo o café, colocando as mesas e depois indo embora) me mostrou a cozinha e como funcionava a torneira, sabão, objetos que eu deveria usar...e a máquina de lavar industrial! Só de lembrar já dou risada. O trabalho começou logo em seguida e não tive tempo de perguntar nada... era prato atrás de prato, panela atrás de panela, o chef pedindo minha ajuda o tempo todo (e quando eu ajudava mais pratos acumulavam) e o lixo eu tinha que levar para fora (e tinha que dar uma volta no café para colocar no devido lugar).
Toda hora vinha alguém diferente conversar comigo, perguntar da onde eu era e tudo mais... eu conversava, mas não tinha tempo para parar, foi um dia bem trabalhado (juro que eu queria tirar foto/filmar mas era impossível parar).

Estação de trabalho para DishWasher.

Trabalhei por 6 horas SEM PARAR (nem para beber água, nem para ir no banheiro, muito menos comer alguma coisa), estava pensando em até parar de respirar para ganhar mais tempo. Quando de repente um garçom fala comigo dizendo que eu posso parar e me entrega o dinheiro do dia (120 dólares - 20 dólares por hora). Eu estava meio perdido no tempo e no espaço, queria terminar o trabalho mas ele disse que o movimento já estava mais tranquilo e que eu poderia ir embora.
Eu estava exausto, mas só percebi quando fui embora do local... e eu percebi que estava realizado, poderia trabalhar mais e melhor!

A Valorização

Me senti extremamente importante para o estabelecimento no dia pois se não fosse a minha parte contribuindo para o todo com certeza não teríamos sucesso ao final do dia. O trabalho me fez pensar em minha trajetória profissional no Brasil também, muitas vezes trabalhei sozinho/isolado mas em compensação esse trabalho individual contribuiu para o projeto final que era servir e agradar o cliente onde todos os funcionários estão envolvidos (pois é, eu penso em projeto/planejamento o tempo todo). Todos possuem uma função importante para que o resultado final seja positivo, não existe melhor ou pior função... todos trabalham pelo mesmo objetivo, não há disputa e sim trabalho em equipe pois, no meu caso eu dependia do trabalho deles para executar o meu, e eles dependiam do meu trabalho para executar o deles. O ciclo início, meio e fim era constante e a cadeia de valores era preenchida gradativamente. Fui embora com o sentimento de dever cumprido, com muitas ideias novas e com certeza valorizando muito mais as pequenas coisas, pessoas e a logística envolvida no processo.

Minha Velocidade como Dishwasher

Como eu achei que fui:



Como eles me viram:



Como eles queriam que eu fosse:




Resultado

Para mim foi ÓTIMO como experiência, reflexão, aprendizado, valorização e tudo mais.
Mas parece que não fui como eles gostariam que eu fosse, hahahaha. A gerente mandou uma mensagem para mim um dia antes do próximo dia de trabalho:


Mensagem da Gerente me demitindo!
Sem problemas... muitos trabalhos virão, muitos desafios e porque não MUITAS RISADAS TAMBÉM!


"Filipe! Fast Fast Fast!"
Filipe Guerrero Analista de Projetos/Processos

Um comentário:

  1. Irado meu li tudo.. me vi em varias situacões semelhantes! Hehehe mto bom bro! Boa sorte ai irada a historia! Abrss

    ResponderExcluir