domingo, 11 de janeiro de 2015

Morando com Gringos




Essa experiência é a melhor! Hahaha! Terão bons e maus momentos (mas espero que se você for dividir casa ou apartamento com gringos você tenha sorte e apenas bons momentos) é inevitável a diferença de culturas, costumes, organização, limpeza e amizade.

Bons momentos

  • Morar com gringos faz com que você pratique seu inglês TODO dia;
  • Eles acabam virando sua família e te ajudam não só no inglês como também na busca por trabalhos e dependendo dos gringos você consegue até cozinhar junto e dividir a conta do supermercado (ficando beeeeem mais barato);
  • Se você perder a chave ou esquecer dentro de casa sempre terá alguém para te resgatar;
  • Compartilhar a cultura. É impressionante como nós brasileiros somos diferentes;
  • Ter companhia em quase todos os momentos;
  • Aprender novas funções (exemplo: cozinhar);
  • Aprender uma nova língua (exemplo: se você morar com um argentino pode ter certeza que além do inglês você vai aprender espanhol!);
  • Terá suporte quando você estiver em um mau momento (não só com relação a trabalho mas também se você estiver doente, pensando na vida, etc.)

Maus momentos

  • Alguns gringos que esquecem de lavar a louça;
  • Alguns gringos que pegam algum item seu sem pedir (óleo, sal, comida, etc);
  • Alguns gringos que comem no quarto e deixam a comida cair, fazendo com que várias baratas apareçam hahaha;
  • Alguns gringos que podem ser rudes ou com um comportamento ruim;
  • Alguns gringos que não tomam banho;
  • Alguns gringos que fazem barulho pela casa inteira as 3 da manhã acordando todo mundo;
  • Alguns gringos que não respeitam seu espaço na geladeira;
  • Dependendo dos flatmates a coisa pode ser pior ainda!

Baratas na cozinha (não é minha cozinha, ufa!). Não deixe isso acontecer!

Mas CALMA! Tudo tem solução! Você pode tentar conversar com os gringos para resolver o problema ou se preferir falar direto com o dono que alugou o lugar para você morar (acho que é a melhor opção).
E aceite alguns maus momentos pois, nem tudo vai ser perfeito... eu GARANTO! haha.

Não, a louça não se limpa sozinha! haha
No meu caso eu até que dei sorte no meu apartamento, atualmente moro com 11 pessoas! Divido o quarto com um alemão, um argentino e um vietnamita. No outro quarto moram apenas garotas: uma da Nicarágua, uma do Vietnã, uma do Japão e uma da Korea. Na sala de estar dormem um Australiano, um Vietnamita e uma Japonesa (cada um no seu cubículo individual).
Cada um possui a sua característica herdada de seu país mas todos são boas pessoas. Os latinos (eu, argentino e nicaraguenha) são bem parecidos e é claro que nos damos super bem, engraçado que eu falo inglês e espanhol com eles (é ótimo para treinar meu espanhol também).

Meus atuais flatmates

Meu quarto:

  • Alemão: Ele é mais na dele (mas não esquece de me lembrar dos 7 x 1 na copa do mundo hahaha), mais frio, sem expressão. Trabalha como vendedor de vacuum  (aspirador não só de pó mas de tudo) hahahaha. Não faz nada o dia inteiro, só vai pro trabalho e depois fica o dia inteiro no celular ou tablet. Leva comida para o quarto...
  • Argentino: Super parecido com brasileiro. Trabalha em períodos bem bizarros na madrugada como kitchen hand e de dia precisa dormir. Prefere o Messi do que o Maradona. Provavelmente vai viajar/morar na Tailândia ou Camboja daqui alguns meses.
  • Vietnamita: É a pessoa mais recente no flat. Mora na Austrália há anos e é bem educado.

Ou seja, não tenho o que me preocupar no meu quarto.

Quarto feminino:

  • Nicaraguense: Todo mundo confunde ela com brasileira, até eu confundi a primeira vez. Super gente boa e com as mesmas características de brasileiros. Está no flat há 3 meses, já foi casada com um australiano (possui visto de residente) e assim como todo brasileiro adora uma festa. É a pessoa que mais cozinha para os outros aqui dentro (sorte a minha!) mas nem sempre. Trabalha como barista, faz alguns trabalhos casuais como modelo, assistente fotográfica, promoções/eventos. Assim como eu, carrega a bandeira do seu país!
  • Vietnamita: Mora na Austrália há alguns anos, faz faculdade e trabalha como garçonete. É a pessoa que mais fala na casa e sempre possui MUITA comida (pois a família dela mora aqui)! Todo dia dou risada quando vejo ela saindo do quarto com seu pijama de bolinha e sua touca acompanhando o modelito hahaha.
  • Japonesa: Estilo japonêis inconfundível, diz "obrigado" para tudo e sempre é muito simpática. Trabalha em um café fazendo todos os tipos de bebidas. Nunca gostou de bebida mas fuma muito (estranho? DEMAIS). Quase todo dia vai correr de noite pela Darling Harbour.
  • Koreana: Normalmente koreanas são MUITO tímidas, mas a que mora aqui consegue ser ainda mais tímida. Não sei o nome dela, não sei nada sobre ela... ela não fala bom dia ou "oi", prefere não se misturar. As vezes até esqueço que ela mora aqui.

Sala de estar:

  • Vietnamita: Bem diferente de todo mundo, prefere não se misturar e possui alguns hábitos fora do comum como tomar banho em horários estranhos (meia noite, uma da manhã), deixa comida descoberta na geladeira e deixa seu celular na gaveta da cozinha. Toda manhã ele realiza alguns movimentos de kung-fu na sacada. Já tentei conversar com ele várias vezes mas parece que ele não foi com minha cara, a única pessoa que eu ouvi ele conversando bastante foi com o alemão, falavam sobre Guerra, Hitler e coisas do gênero.
  • Australiano: Muitos perguntam qual o motivo de um aussie morar em um ap com vários gringos, a resposta é que o trabalho dele é perto daqui, somente por isso. Super paciente para ajudar as japonesas (e todos os outros) a falar melhor em inglês. Muito engraçado, todo dia eu aprendo uma gíria australiana nova e é claro que todo dia eu falo pra ele "How's it going mate?" hahaha.
  • Outra Japonesa: Estilo japonêis inconfundível, diz "obrigado" para tudo e está sempre mudando de ideia. Não trabalha mas está planejando um projeto para tentar ganhar mais dinheiro. É a pessoa que está com o nível de inglês menor no flat, porém ela costuma frequentar Meetings e falar bastante (eu já percebo um grande avanço). Apaixonada por ping-pong consegue ficar jogando o dia inteiro.
Assim como aprendo não só inglês aqui, estou aperfeiçoando meu espanhol e aprendendo japonêis e alemão com meus flatmates (vietnamita é MUITO difícil, até eles reconhecem hahaha). Claro que estou ensinando o português também (e algumas gírias haha).

Alguns tipos de flatmates que você pode conhecer COM TODA A CERTEZA hahahaha:



Obs: Se possível não more com brasileiro! Ou pelo menos que seja a minoria na casa e que vocês possam falar em inglês apenas. Você quer ficar falando português ou melhorar seu inglês até ficar fluente?

Matané/Sayonará! Freilos! Hasta Luego!
Filipe Guerrero Analista de Projetos/Processos

Nenhum comentário:

Postar um comentário