quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Tem lugar pra morar?



Acho que uma das coisas mais difíceis é escolher o lugar que você irá ficar nos primeiros dias (ou mês)... Existem diversas opções de acomodação (veja aqui), porém para cada pessoa uma vai se encaixar melhor... Muitos optam por ficar um mês em casa de família (homestay) ou até mesmo em residência estudantil mas comigo foi um pouco diferente.

Venho pensando nesse detalhe desde o início dos planejamentos da viagem e, cara como é difícil. No começo pensei em ficar em Homestay, porém, desisti logo em seguida por motivos como local afastado, transporte, regras da casa, é um fator de sorte cair em uma casa legal com pessoas legais, preço... Depois pesquisei sobre residência estudantil e também vi que para mim não seria uma boa opção custo x benefício.

É claro que minha vontade principal era chegar lá já dividindo o apartamento/casa/quarto com outras pessoas por uma semana pelo menos, mas as coisas não funcionam assim (a não ser que você conheça alguém lá que pode te hospedar ou que te indique para algum lugar) é necessário realizar uma inspeção do local de forma presente. Não só você irá se apresentar e conhecer as outras pessoas que residem ali como também vai poder checar a acomodação. 

Os preços variam MUITO dependendo do bairro escolhido, para vocês terem uma ideia já encontrei lugar para dividir de 80 a 1550 dólares por semana (com certeza é necessário fazer a vistoria e também verificar o que está incluído nesse valor: internet, com quantas pessoas você vai dividir o quarto, quantos banheiros existem, banho com água quente, máquina de lavar roupa, máquina de secar, academia, piscina, localização, mobiliada, água, luz, telefone, etc.). Além de verificar também qual o período mínimo que você poderá ficar no local.

Sim, já estou me antecipando a essas informações pois a intenção é chegar e arranjar rapidamente um lugar pra morar (uma share accommodation). No caso, eu vou chegar e tenho até então duas opções:
  • Hostels (famosos albergues): São relativamente baratos para uma curta estadia e possuem tudo que preciso para o começo. O ponto ruim é que preciso fechar com algum hostel daqui do Brasil o quanto antes, pois é muito comum pessoas do mundo todo reservarem seu lugar no hostel e eu acabar correndo o risco de chegar lá e não ter lugar pra ficar.
  • Couchsurfing ("surf de sofá" - site): Caracteriza por utilizar literalmente o sofá da casa de alguém para se hospedar de forma gratuita ou pagando um valor bem baixo (dependendo da pessoa que está disponibilizando). Pode parecer bem estranho e perigoso para as pessoas aqui do Brasil, mas existem milhões de pessoas realizando o couchsurfing pelo mundo todo e países que adotaram isso na sua cultura. É claro que você precisa ter confiança na pessoa mas o intercâmbio cultural é a melhor fonte de sucesso do couchsurfing (cheguei a mandar mensagem para umas 25 pessoas que residem em Sydney e oferecem seu sofá para algum viajante mas até agora nada).
Enfim reservei meu lugar (pelo menos nesse primeiro momento mais tenso)!!! Acabei optando por um Hostel chamado Central Perk Backpackers que fica bem no centro, uma quadra de distância da escola no qual irei estudar. Reservei o hostel pelo site www.hostelworld.com no qual você consegue verificar não só a localidade como também custo, serviços e comentários das pessoas que se hospedaram por lá... você paga 10% do valor total (no meu caso 5 dias que reservei) e já recebe o número de confirmação que é importante guardar para quando chegar.

Pelo menos mais uma etapa foi concluída, agora faltam poucas coisas (importantes) como comprar dólar. Hoje a cotação dele fechou a R$2,60.... to ferrado, rs.

Abaixo explico minha linha de raciocínio para escolher o hostel.


COMO ESCOLHER UM HOSTEL

É importante definir qual sua prioridade no hostel, cada hostel tem suas características e vai de cada pessoa também, alguns preferem maior conforto, quarto para no máximo 3 pessoas, etc. No meu caso eu queria um hostel com as seguintes características:
  • Perto da escola - Para não gastar com transporte;
  • Café da manhã incluso - Para economizar também;
  • Luggage Room - Quarto para bagagens, no qual ficam todas as bagagens e somente os funcionários do Hostel tem acesso (garantindo uma segurança maior);
  • Late Check-in - Como irei chegar a noite, é preciso que o hostel esteja apto a realizar meu check-in a noite;
  • Wifi - Todos eles possuem;
É interessante verificar o preço de todos os quartos, muitas vezes um quarto com 10 camas custa 2 dólares a mais do que um de 8 camas e 4 dólares a mais do que um de 6. Enfim, quanto menos camas mais paz e talvez maior confiança.

Leia todos os comentários pois há informações sagradas que podem fazer a diferença pra você como barulho, limpeza, segurança, comprometimento dos staffs, disposição das camas, espaço, curiosidades.
Filipe Guerrero Analista de Projetos/Processos

Nenhum comentário:

Postar um comentário